Aromaterapia pode curar doenças?

A Aromaterapia trata-se de uma terapia que se utiliza as propriedades dos óleo essenciais para melhorar a saúde ao todo.

Esse tipo de terapia vem sendo muito estudada por cientistas do mundo inteiro. Já que vários óleos essenciais agem no corpo e nas emoções.

O fato é que muitos terapeutas utilizam os óleos essenciais para tratar casos de stress e problemas emocionais. Alguns psiquiatras reconhecem os efeitos dessas essências no tratamento de ansiedade, dores crônicas e distúrbios de sono.

E o uso da Aromaterapia está crescendo cada vez mais no Brasil. E um desses percussores dessa terapia é o André Ferraz que ministra o curso Pele de Petalas que é um curso online avançado sobre Aromaterapia para Estética e Emoções.

Afinal, a Aromaterapia pode curar doenças?

O fato é que já existem várias doenças tratadas pela Aromaterapia. As principais são para doenças de pele como a acne. Óleos de bergamota ou lavanda, por exemplo, tem ação bactericida e adstringente o que equilibra a oleosidade cutânea da pele.

Aromaterapia pode curar doençasPara quem sofre com alergias, o tratamento com Aromaterapia também pode ser uma boa. Os óleos essenciais de camomila ou lavanda são as opções de óleos para quem deseja ter controle sobre alergias das mais variadas. Sândalo, bergamota, jasmim e rosa também são alternativas, mais específicas.

As temidas rugas também podem ser tratadas com a Aromaterapia. Óleos de rosa e jasmim são excelentes restauradores de células, garantindo a juventude renovada da pele.

Para quem sofre com memória fraca e precisa melhorar a concentração o óleo de abeto pode ser excelente, pois o aroma oferece força em tempos de dificuldades que parecem insuperáveis e melhora a função imunitária.

Você sabia que o óleo de zimbro é um agente antimicrobiano que foi utilizado nos hospitais durante a epidemia da gripe de 1918 para prevenir que a infecção fosse transmitida pelo ar?

Pois bem, esse óleo essencial é muito utilizado para melhorar a concentração, reduzir a ansiedade e aliviar o stress. Jeanne Rose, autor de diversos livros de aromaterapia, sugeriu óleo de zimbro para ataques de pânico.

Outro óleo essencial que não podemos esquecer é o de cedro. Esse óleo pode servir como antidepressivo e afrodisíaco. Esse óleo também auxilia em congestionamentos na parte inferior do corpo, tal como menstruação intensa, síndrome do intestino irritável, e hipertrofia da próstata.

E por fim, ele também pode ser usado para infecção de pele, celulite e caspa.

Fonte:

https://www.greenme.com.br/viver/saude-e-bem-estar/910-conheca-as-doencas-que-podem-ser-tratadas-com-aromaterapia