Aromaterapia pode curar doenças?

A Aromaterapia trata-se de uma terapia que se utiliza as propriedades dos óleo essenciais para melhorar a saúde ao todo.

Esse tipo de terapia vem sendo muito estudada por cientistas do mundo inteiro. Já que vários óleos essenciais agem no corpo e nas emoções.

O fato é que muitos terapeutas utilizam os óleos essenciais para tratar casos de stress e problemas emocionais. Alguns psiquiatras reconhecem os efeitos dessas essências no tratamento de ansiedade, dores crônicas e distúrbios de sono.

E o uso da Aromaterapia está crescendo cada vez mais no Brasil. E um desses percussores dessa terapia é o André Ferraz que ministra o curso Pele de Petalas que é um curso online avançado sobre Aromaterapia para Estética e Emoções.

Afinal, a Aromaterapia pode curar doenças?

O fato é que já existem várias doenças tratadas pela Aromaterapia. As principais são para doenças de pele como a acne. Óleos de bergamota ou lavanda, por exemplo, tem ação bactericida e adstringente o que equilibra a oleosidade cutânea da pele.

Aromaterapia pode curar doençasPara quem sofre com alergias, o tratamento com Aromaterapia também pode ser uma boa. Os óleos essenciais de camomila ou lavanda são as opções de óleos para quem deseja ter controle sobre alergias das mais variadas. Sândalo, bergamota, jasmim e rosa também são alternativas, mais específicas.

As temidas rugas também podem ser tratadas com a Aromaterapia. Óleos de rosa e jasmim são excelentes restauradores de células, garantindo a juventude renovada da pele.

Para quem sofre com memória fraca e precisa melhorar a concentração o óleo de abeto pode ser excelente, pois o aroma oferece força em tempos de dificuldades que parecem insuperáveis e melhora a função imunitária.

Você sabia que o óleo de zimbro é um agente antimicrobiano que foi utilizado nos hospitais durante a epidemia da gripe de 1918 para prevenir que a infecção fosse transmitida pelo ar?

Pois bem, esse óleo essencial é muito utilizado para melhorar a concentração, reduzir a ansiedade e aliviar o stress. Jeanne Rose, autor de diversos livros de aromaterapia, sugeriu óleo de zimbro para ataques de pânico.

Outro óleo essencial que não podemos esquecer é o de cedro. Esse óleo pode servir como antidepressivo e afrodisíaco. Esse óleo também auxilia em congestionamentos na parte inferior do corpo, tal como menstruação intensa, síndrome do intestino irritável, e hipertrofia da próstata.

E por fim, ele também pode ser usado para infecção de pele, celulite e caspa.

Fonte:

https://www.greenme.com.br/viver/saude-e-bem-estar/910-conheca-as-doencas-que-podem-ser-tratadas-com-aromaterapia

Impotência Psicológica – Principais Causas e Tratamentos

O medo do fracasso, entre outros fatores psicológicos podem causar sérios problemas para iniciar ou manter uma certa ereção, o que é conhecido como impotência psicológica.

Impotência Psicológica e Viagra

Causas da Impotência Psicilógica

O pânico a fracassar na cama

Não conseguir a ereção é algo circunstancial e normal; de fato, um homem que não tenha tido nunca uma perda de ereção deverá consultar o médico. A resposta sexual é influenciado pelo estado de humor, a ansiedade, os problemas físicos, o estresse do trabalho e tensão.

O medo do fracasso pode se tornar uma obsessão e desembocar em uma atitude defensiva, evitando situações de intimidade com o casal. O pânico a ‘funcionar’ (impotência psicológica) pode ser algo crônico. As pessoas que exigem muito podem chegar a transformá-lo em algo obsessivo e não toleram um fracasso, mesmo que seja transitório.

A resposta corporal nos avisa que esse dia não estamos preparados, exatamente da mesma forma que não dormimos com a mesma intensidade todas as noites ou não comer com o mesmo apetite. No entanto, se dá pelo fato de que o sexo deve funcionar independentemente do nosso estado de espírito.

Outras causas

O pensamento machista insiste em que a ereção se dá, por decreto, em qualquer lugar e circunstância. A disfunção erétil tem tratamento e suas causas podem ser psicológicas, orgânicas ou mistas. Para tratá-la, existem terapias eficazes, além do uso diário do viagra natural de acordo com as características de cada paciente.

A gravidade do problema depende, em grande medida, a importância e o significado que tem no casal. A identidade masculina é construída por diferenciação do feminino. Ser homem se relaciona com o saber, o poder e o ter. Estas qualidades podem ser englobadas dentro de um qualificativo: potência.

Em uma sociedade cada vez mais competitiva e exigente, a masculinidade continua sendo o estatuto, a habilidade para solucionar problemas, a concorrência, o isolamento, a dificuldade para expressar os verdadeiros sentimentos, etc., Com todos estes ditames, o conflito está garantido.

Pontos de reflexão sobre impotência psicológica

Aprender a dizer ‘não’ é importante, já que significa ouvir e ajuda a evitar situações embaraçosas. Não é menos homem por não querer manter relações íntimas.

A sexualidade se dá entre iguais, por isso não tem que se tornar uma prova, nem existe a necessidade de ser examinada em cada encontro.

Atualmente, os casais assumem tarefas comuns, dentro e fora de casa, e partilham responsabilidades.

Homens e mulheres podemos aceitar a própria vulnerabilidade e expressar o que sentimos.

Um estudo conclui que a expectativa de vida é menor para os homens, pois são mais vulneráveis e sujeitos a maiores riscos físicos e problemas psicossomáticos, ao não expressar as emoções.

Os homens não são responsáveis pelo prazer de seu parceiro, ou criadores de orgasmos.

Na sexualidade, como em outros aspectos de nossa vida, precisamos querer, fazer, ler, etc.

Tratamentos para Impotência Psicológica

Quando a grande causa da impotência psicológica é a ansiedade, em terapia, o objetivo será o de que desapareça para ter acesso às relações. Se trabalhará para que aumentem os estímulos eróticos para ter acesso às relações mais facilmente para que desapareça a ansiedade.

Claro, os estímulos eróticos podem ser diferentes em cada casal, por isso se fala com eles, e a mulher vai ter que aceitar que durante a terapia com tesão de vaca funciona muito bem para o casal, tomar a iniciativa de não ser recomendado, para que ele se concentre no que sente perante o sexo.

E sob a direção do terapeuta sexual começarão os estímulos sensoriais, aprender a reduzir a ansiedade com carícias por todo o corpo e com a ajuda da Massagem Sensorial. Em seguida, virão a estimulação das partes sexuais, mas sem exigências, que é a única forma de libertar a pressão do desempenho. E já sem exigências, pode surgir a ereção, o que restabelece a confiança, tão necessária, em suas possibilidades.

A princípio, trata-se de apreciar as carícias, sem se concentrar em seus órgãos genitais, e, mais tarde, ela começa a estimular o pênis para conseguir uma ereção, até que desapareça a impotência psicológica. O tempo volta a repetir a operação até que se repita a ereção e depois deixa que o pênis volte ao seu estado normal. Ele deve estar atento aos seus sentimentos e até mesmo divertir-se em suas fantasias eróticas …

Quando tiver conquistado a confiança necessária pode começar a praticar o coito, vá em frente. No começo ela usa a postura da mulher em cima dele e deixa a penetração, antes que o homem ejacule. Isso repetido várias vezes, até permitir-lhe ejacular. Assim, ele vai perdendo a ansiedade pela exigência de desempenho, e se ela apertou com força as coxas após a penetração, a pressão que exerce a vulva pode manter a ereção do pênis.

O princípio é provável, que ao tentar o coito perca a ereção, antes do que deseja, é normal e não deve reduzir o seu estado de espírito. indica apenas que tentou logo, o intercurso sexual e deve continuar praticando com a estimulação para acabar com a impotência psicológica.

A ajuda de um terapeuta sexual é básica, sobretudo em homens com menos de 40 anos, porque é um distúrbio psico-sexual. Hoje o atual ritmo de vida favorece a falta de apetite sexual, a disfunção erétil e a ejaculação precoce. Por isso, recomendo que, para não favorecer a baixa auto-estima e a perda de confiança, que retroalimenta estas limitações, o melhor é ignorar as relações em momentos inoportunos. Escolher os momentos de lazer, momentos tranquilos para aproveitar.

Se a impotência psicológica é causada por um problema hormonal, então, podem ser administrados em forma de manchas, injeções ou comprimidos, como os genéricos do viagra mas não é um problema frequente, porque são poucos os homens que sofrem desta disfunção por esta causa. Só é indicada se você tem hipogonadismo, ou seja, que os níveis de testosterona baixos e pode ser usado em trilhos ou por via oral.

Não é recomendado quando os níveis de testosterona são normais, porque podem aumentar o impulso sexual, mas pode danificar a próstata e o de fígado, e os danos podem ser irreversíveis. Claro se a impotência causada pelo hormônio prolactina pode-se utilizar o medicamento bromocriptina, e pode ser útil.

Outra possibilidade é o tratamento transuretral, aplicando medicamentos localmente através da uretra, que é o canal por onde passa a urina. Então, a ereção ocorre entre os dez e quinze minutos seguintes à aplicação. Este fármaco é eficaz em 45% dos pacientes, e a Associação Europeia de Medicina Sexual (ESSM) recomenda a terapia transuretral Muse.

Trata-se de inserir um pequeno cilindro de plástico na uretra e depois introduzir a medicação. Recomenda-se urinar antes, porque a urina atua como lubrificante e absorve o medicamento para produzir a ereção. A aplicação é acompanhada de um ardor na uretra e, às vezes, pequenas hemorragias no canal urinário.

Outro método utilizado é a injeção intracavernosa que consiste em injetar uma droga diretamente no pênis com uma agulha fina para ativar o processo físico que provoca a ereção. Deve-se aplicar entre dez ou quinze minutos antes de manter relações sexuais e a dose é ajustada para que a ereção durar cerca de uma hora, e se dura mais de quatro horas, você deve ir ao médico.

Como tratar a impotência sexual?

A impotência sexual nada mais é do que a incapacidade do homem de obter e manter uma ereção plena durante a atividade sexual. O fato é que esse problema está se tornando cada vez mais comum entre os homens.

Além de causar constrangimento para muitos homens, a impotência sexual pode afetar o relacionamento dos casais, prejudicando a intimidade sexual e emocional.

As principais causas para a impotência sexual é o uso de drogas, estresse, depressão, alcoolismo, obesidade e o uso excessivo de certos medicamentos como anti-hipertensivos, antidepressivos e antipsicóticos.

Este problema pode ser tratado através de uma mudança rigorosa de alimentação e a utilização de medicamentos ou usando chás preparados com plantas medicinais especificas.

Viagra

ViagraViagra é um remédio usado para tratar a impotência sexual. Ele também é muito conhecido como azulzinho.

Esse medicamento tem como principal benefício ajudar os homens a ganhar e manter uma ereção suficiente para penetração sexual.

Ele funciona aumentando o fluxo de sangue para o pênis quando um homem experimenta a excitação sexual, contribuindo assim para alcançar e manter uma ereção.

Para o uso desse medicamento é necessário uma prescrição médica e o seu uso sem acompanhamento médico pode acarretar em diversos problemas de saúde.

Cialis

Outro medicamento usado contra a impotência sexual é o Cialis. Esse medicamento ajuda a aumentar o fluxo de sangue no pênis e pode auxiliar homens com disfunção erétil a obterem e manterem uma ereção satisfatória para a atividade sexual.

Existem alguns efeitos colaterais de quem usa esse medicamento. Os mais comuns são dores de cabeça, dor nas costas, tontura e congestão nasal.

Alimentação

A alimentação é a maneira mais eficiente de acabar com a impotência sexual. A canela, por exemplo, estimula a circulação sanguínea e aumenta o desejo sexual. O gengibre também melhora a circulação sanguínea aumentando a quantidade de sangue que vai para os órgão genitais e a sensibilidade nessa região do corpo.

O nutriente ômega-3 também é muito importante para a circulação sanguínea do corpo e também do cérebro. Por isso consumir alimentos ricos desse nutriente como o salmão é muito importante.

Frutas vermelhas como morango, melancia e mirtilos são ricas em vitamina C, que ajuda a melhorar a circulação. E o mel aumenta a produção de hormônios sexuais e a aveia dá energia para a intimidade.

Por isso, combinar esses alimentos pode ser uma ótima receita contra a impotência sexual.

E para finalizar, a pimenta é um ótimo alimento contra a impotência, pois ela aumenta o metabolismo e melhora a circulação sanguínea, estimulando o apetite sexual. Exatamente por isso é muito interessante usá-la como ingrediente em receitas e pratos. Além disso a pimenta é um ótimo alimento também para quem sofre com diabetes tipo 2.

Como destruir a Diabetes Tipo 2 naturalmente, sem remédios!

Criado por Davi Medeiros, o método destruindo a diabetes afirma ser um tratamento cientificamente comprovado de 3 etapas, tal método pode permanentemente reverter o diabetes tipo 2 em menos de 4 semanas, sem comprimidos ou injeções.

O núcleo do método destruindo a diabetes é “um aumento de metabolismo com um truque para ajudar seu corpo a regular a insulina”, que envolve comer alimentos específicos, exatamente nos momentos certos. De acordo com Davi, estes de baixo custo de alimentos estão disponíveis em qualquer supermercado, e pode ajudar você a se sentir enérgico e livre de novo, independentemente da idade, os níveis de açúcar no sangue, ou quanto tempo você já sofria de diabetes.

destruindo diabetes tipo 2

Devido a isso, Davi afirma que o método destruindo a diabetes funciona pois tem sido utilizado com sucesso por mais de 38.000 pessoas até o momento.

Olha, você está compreensivelmente preocupado com o diabetes tipo 2 e o que isto pode significar para a sua saúde. Mas antes de saltar na cabeça primeiro, pergunte a si mesmo: “eu posso mesmo esperar que o método destruindo a diabetes funciona bem, como Davi diz?”

Você vai descobrir em apenas um momento, mas primeiro vamos discutir o que queremos saber sobre o método destruindo a diabetes funciona.

Como Funciona o método destruindo a diabetes?

Enquanto os detalhes são analisados, aqui está o que temos dito hoje sobre Diabetes o método destruindo a diabetes funciona:

Passo 1 – comece o seu corpo a produção de insulina pelo aprendizado da exata de nutrientes que você precisa tomar, bem como a combinação exata de alimentos você vai precisar de comer.

Passo 2 – Aqui, você vai aprender um novo truque que pode aumentar o seu metabolismo, bem como uma lista de alimentos naturais podem aumentar a sua taxa de absorção de insulina, melhorar os níveis de energia, diminuir o risco de doenças do coração, e mais. Você também vai saber exatamente quando comer os alimentos descobertos na Etapa 1.

Passo 3 – Finalmente, esta etapa irá revelar um “elemento-chave”, que deve ser incluído com cada pequeno-almoço, juntamente com quanto tempo você deve esperar entre as refeições, e como perto da hora de dormir você pode comer para manter um metabolismo impulsionado.

Isso é sobre ele. Como você pode ver, isso pode fornecer uma visão de alto nível, mas ele não nos diz muito sobre a “foco” do programa. Isso é bem típico de estes tipos de produtos, que vamos falar mais a respeito em breve.

Por agora, o que é o diabetes, e há uma diferença significativa entre o tipo 1 e o tipo 2?

Qual é a Diferença Entre o Tipo 1 E Diabetes Tipo 2?

Em sua forma mais básica, o diabetes faz referência a um corpo incapacidade de adequadamente o processo de glicose (açúcar), devido à insuficiência de níveis do hormônio insulina.

Isso porque, pela vinculação com o açúcar, a insulina sinais de células que é hora de transformá-lo em energia, absorvendo e “digerir”. Sem insulina, as células não permitir que o açúcar para dentro, o que significa que ele não pode ser quebrado para baixo, levando a excessivamente elevados níveis de açúcar no sangue.

Em última análise, isto pode levar a hiperglicemia diabética e efeitos colaterais, tais como micção frequente, visão turva, perda de peso, danos neurológicos, má circulação, e muito mais.

No entanto, esta insulina ineficiência pode-tronco a partir de 2 de problemas diferentes:

  • Diabetes tipo 1 – Seu corpo não consegue produzir insulina suficiente (ou, em alguns casos, que qualquer em tudo). Embora esta seja a forma mais grave de diabetes, é responsável por apenas cerca de 10% dos casos, e geralmente pode ser controlada através de uma combinação de dieta, exercícios físicos para emagrecer, e injeções de insulina.
  • Diabetes tipo 2 – por outro lado, a diabetes do tipo 2 envolve os pacientes que podem produzir mais insulina do que os diabéticos tipo 1, mas ainda não o suficiente para manter um bom funcionamento do corpo. Como a forma menos grave, os sintomas inicias do diabetes tipo 2 muitas vezes pode ser controlada através de dieta e exercício sozinho, apesar de injeções de insulina são, por vezes, necessário.

Com tudo isto em mente, o método destruindo a diabetes destina-se somente para tratar a diabetes do tipo 2. Mas ela faz isso bem?

Há uma Cura para a Diabetes Tipo 2?

Bem, isto depende do que você quer dizer com “curado”. Em outras palavras, como mencionamos acima, o diabetes tipo 2 pode muitas vezes ser suficientemente abordados através de uma combinação de dieta e exercício (incluindo perda de peso).

No entanto, embora esse processo pode ajudar você a se livrar de sua medicação para a diabetes, isso não significa necessariamente que você vai ser capaz de parar de comer corretamente e fazer exercícios regularmente. Em suma, você ainda vai precisar trabalhar ativamente em manter seus níveis de açúcar no sangue sob controle.

Como tal, enquanto o diabetes tipo 2 pode na verdade não ser curado, ele pode ser gerido bem o suficiente para que não impactar a sua vida de forma significativa.

Dado tudo o que discutimos aqui, estamos simplesmente não disse o suficiente informação sobre o método destruindo a diabetes para avaliar com precisão a sua eficácia. Em outras palavras, sabemos que a dieta e exercício pode ter um impacto enorme no diabetes tipo 2, embora se ou não a dieta específica e fitness diretrizes descritas no método destruindo a diabetes vai funcionar no seu caso é uma incógnita, mas vale a pena a tentativa diante dos benefícios propostos.

Existem Produtos Semelhantes Disponíveis?

A queixa número um nos deparamos com estes tipos de produtos é a falha em fornecer um bom custo benefício. Na verdade, muitos clientes reclamam que grande parte das informações encontradas nestes e-books podem ser encontradas em outros lugares online de graça, então eles estão quase nunca são revolucionários quanto o seu autor diz. No topo desta, muitos clientes reclamam sobre a dificuldade em fazer o download do material e a falta de suporte ao cliente para ajudar a resolver o problema.

Mas isso não significa que você deve esperar o mesmo do o método destruindo a diabetes porque baseados na nossa experiência, diríamos que é o método traz uma proposta inovadora.

O método destruindo a diabetes Reverter O Diabetes Tipo 2?

Se você já foi diagnosticado com diabetes tipo 2, é quase certo que o seu médico tenha falado com você sobre o impacto que uma boa dieta e exercício pode ter em seu diagnóstico.

Mas apesar de o programa do Davi ter um enorme números reivindicações positivas, a realidade é que, se você estiver seguindo as ordens do médico, mas ainda é incapaz de gerir os seus níveis de açúcar no sangue, então é provável que o método destruindo a diabetes irá fornecer-lhe uma informação que vai mudar a situação.

Dicas para fazer um TCC de sucesso

TCCPor mais que o período da graduação seja cercado de aprendizado e crescimento intelectual, chega um momento em é necessário passar pelo principal desafio do mundo acadêmico: o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

Devido sua importância, muitos se desesperam antes de iniciá-lo, sem saber que essa ansiedade pode atrapalhar sua execução. Uma dica boa é fazer o curso TCC sem drama que mostra de um jeito descomplicado, como escolher o tema do TCC e fazê-lo de forma rápida, simples e eficiente.

Veja abaixo algumas dicas para elaborar seu TCC para o término de conclusão do seu curso de medicina.

Planejamento

Pra tudo na vida tem que ter um planejamento. O Trabalho de Conclusão de Curso envolve varias etapas, que devem ser respeitadas para que alcance um bom resultado. Geralmente esse processo começa com a escolha do tema e só é finalizado após a apresentação do projeto para a banca julgadora.

E ter esse planejamento é o primeiro passo para fazer um TCC de sucesso. Com o planejamento é muito mais fácil identificar a evolução do seu trabalho e ainda administrar seu tempo.

Companheiros de trabalho

A escolha dos companheiros de trabalho é muito importante. Procure escolher bons companheiros, que estejam dispostos a se empenhar da mesma forma que você. É bom destacar que nem sempre as pessoas que possuem maior afinidade são as mais indicadas para trabalharem juntas.

O mais indicado é que opte por pessoas que tenham habilidades complementares às suas, de modo que consigam agregar valor ao trabalho e compartilhar ideias.

Tema

A escolha do tema muitas das vez é o mais difícil para o TCC. O ideal é escolher um tema que te empolgue e que você tenha afinidade. Afinal, serão muitos dias e horas da sua vida que você vai trabalhar diariamente em cima desse projeto.

Por isso que na hora da escolha do tema, a afinidade pesa sim na hora da decisão. Nada de escolher temas mirabolantes e impossíveis de ser desenvolvidos. Com o tempo o aluno acaba cansando e desistindo do trabalho.

Leia, leia e leia!

Leia, leia e leiaO TCC não deve ser visto, apenas, como um trabalho para garantir o diploma da faculdade. Encare-o como um projeto profissional. Por isso, leia muito sobre o assunto do seu projeto, procure referências nacionais e internacionais e pesquise, na biblioteca da sua universidade, outros trabalhos sobre o mesmo tema.

A leitura também é muito importante para você atender as normas da ABNT. Por mais chato que seja, leia as regras da ABNT e entenda todas as regras que devem ser aplicadas no trabalho, tire suas dúvidas com antecedência e comece a usá-las desde o início do seu projeto.

Para mais dicas de como elaborar um TCC de sucesso, leia:

https://educacao.uol.com.br/noticias/2015/04/09/guia-aprenda-como-fazer-um-tcc-incrivel-em-10-passos.htm